Sobre

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O
que
é o
Projeto?

O Afrotonizar é um projeto de formação e promoção do empreendedorismo da população negra em bairros populares de Salvador. Acreditando no potencial da economia criativa em desenvolver socialmente e culturalmente a vida da população negra, a ação planeja dinâmicas e estratégias para a exploração de potencialidades criativas de cada bairro, no objetivo de promover a consciência coletiva, o crescimento socioeconômico e novos modelos colaborativos nas comunidades.

Durante 2 meses o Afrotonizar pretende circular por quatro bairros (Centro, Liberdade, Uruguai e Plataforma), promovendo durante uma semana em cada comunidade, imersões criativas com oficinas de empreendedorismo, moda, cosméticos, gastronomia, audiovisual e ações culturais e sociais que busquem incentivar as indústrias de economia criativa destes territórios e implementar estratégias de potencialização das habilidades e capacidades das comunidades.

O Afrotonizar busca incentivar a criação de novas ideias e modelos de empreendimentos, bem como colaborar para o desenvolvimento dos já existentes nestes espaços. É um projeto importante na construção e fortalecimento da produção cultural do estado da Bahia, por desempenhar ações que formem e afirmem a cultura ancestral do território baiano, ocupando espaços públicos, descolonizando pensamentos e redemocratizando os acessos e consciência de utilização destes espaços.

Financiado pelo Fundo de Cultura do Governo do Estado da Bahia, o projeto conta com uma equipe de profissionais com experiência na produção cultural e nas temáticas abordadas propostas, oferecendo à sociedade a garantia de um projeto de qualidade. A iniciativa conta com apoio da Universidade Federal da Bahia (UFBA), do site Lista Negra, que conta histórias de vidas de empreendedores negros, e das lideranças comunitárias e organizações dos territórios onde as as oficinas serão realizadas, como o bloco afro Ilê Ayiê, o Centro Cultural Que Ladeira é Essa?, a Rede de Protagonistas de Itapagipe (Reprotai) e o Movimento de Cultura Popular do Subúrbio (MCPS).

Público beneficiário: o Afrotonizar é focado em jovens e adultos negros com faixa etária entre 14 e 30 anos, que se interessem em desenvolver atividades e práticas formativas e que estejam interessados em desenvolver ações coletivas para a melhoria de vida da população em seus territórios.

Objetivo: formação de jovens negros em quatro bairros de Salvador (BA), a partir da discussão dos conceitos de empreendedorismo numa perspectiva de promoção de direitos e empoderamento negro, possibilitando a criação de novas ideias e modelos de empreendimentos criativos, bem como colaborar no desenvolvimento de outros já existentes.

Apoio Financeiro 
Fundo de Cultura da Secult/BA
O Fundo de Cultura foi instituído pela Lei 9.431/2005, é o instrumento legal que garante que, uma parcela da arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) seja investida na área cultural. O FCBA é gerido pela Secretaria de Cultura, em articulação com a Secretaria da Fazenda, e tem como objetivo incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas. Utilizar o Fundo significa custear total ou parcialmente projetos culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito publico ou privado, sem que o proponente precise buscar diretamente patrocinador para os seus projetos.
 
Apoiadores institucionais 
Observatório de Economia Criativa da UFBA
A rede de Observatórios da Economia Criativa (OBEC) da Universidade Federal da Bahia (UFBA) foi instituída em 2014 pela então chamada Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura como instância responsável pela produção e difusão de pesquisas, dados e informações sobre a economia criativa brasileira, bem como pelo estímulo ao debate. A Rede de Observatórios Estaduais da Economia Criativa é composta pelas seguintes universidades: Amazonas (UFAM), Distrito Federal (UnB), Rio Grande do Sul (UFRGS), Rio de Janeiro (UFF), Goiás (UFG), e Bahia (UFBA). Sediado no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Prof. Milton Santos, da Universidade Federal da Bahia, o Observatório Estadual da Economia Criativa da Bahia (OBEC-BA) produz informações e gera experiências e experimentações sobre a economia criativa local/estadual. O OBEC-BA é formado através de uma rede de pesquisadores dos seguintes pólos regionais: Salvador (UFBA, UNEB, UCSAL); Cachoeira e Santo Amaro (UFRB); e Santa Maria da Vitória (UFOB).
Centro Cultural Que Ladeira é Essa?
O Centro Cultural “Que Ladeira é Essa?” foi inaugurado em 22 de setembro de 2013 e surgiu com a proposta de defender interesses territoriais dos moradores da Ladeira da Preguiça, no Centro de Salvador (BA), que sofriam durante décadas com o estigma e preconceito. Desenvolvendo um belíssimo trabalho com a união de vários grupos e movimentos, construiu-se a ideia de formar mutirões de pintura de fachadas nos casarões do Centro Antigo de Salvador, junto outros grupos da sociedade civil, dando então corpo e formato ao QUE LADEIRA É ESSA?, trabalho feito com dedicação pelos grupos e oficineiros que se doam diariamente em prol do coletivo. Hoje o centro cultural também atua de forma itinerante em outras comunidades de Salvador e outros municípios da Bahia.
Espaço Cultural Alagados/Reprotai 
O Espaço Cultural Alagados fica no bairro do Uruguai e funciona como sala de ensaio, oficina e apresentações. O lugar tem capacidade para 150 pessoas e sua história começou com o Cine-Teatro Alagados, prédio vizinho ao seu. Fundado em 1982, o Cine-Teatro era muito cheio de pompa: palco italiano, camarins e uma sala para oficinas. Na época, tinha capacidade para 250 pessoas e tinha tecnologia de sala de cinema. Hoje, o Cine-Teatro funciona como sede da Associação de Capoeira Filhos do Sol Nascente e o Espaço Cultural recebe peças de teatro, festival de dança e concertos musicais. Além de outras atividades com a comunidade, como a gibiteca, oficinas, debates e exibição de filmes.
Centro Cultural de Plataforma
O Centro Cultural Plataforma, conhecido pelos antigos frequentadores como Cine-Teatro, está localizado na principal praça do bairro de Plataforma. O espaço dispõe de uma sala de espetáculos com capacidade para 206 pessoas, dotada de sistemas de iluminação, sonorização e projeção de vídeo, além de quatro salas de ensaio. O espaço serve para discussão e exercício livre de artistas, promovendo eventos culturais, com destaque para apresentações musicais e de dança.
Bloco Afro Ilê Ayê 
O mais antigo bloco afro do Brasil, conhecido como o mais belo dos belos e responsável por um dos desfiles mais esperados e aplaudidos do Carnaval de Salvador. Em 2017, o Ilê Aiyê faz sua 43ª participação nesta que é a maior festa popular do planeta. O repertório, interpretado com maestria pelas vozes da Band’Aiyê, são um convite para seguir o Ilê em todo o percurso da festa. A primeira música do grupo, “Que Bloco é esse”, de Paulinho Camafeu, de 1974, é uma das mais esperadas. Outros grandes sucessos são “Deusa do Ébano”, “Depois que o Ilê Passar”, “Charme da Liberdade”, “Décima Quinta Sinfonia”, “Exclusão” e “Viva o Rei”. Assim, o Ilê também deixa sua marca pela vivacidade de sua expressão musical. Pode-se dizer que, naquele ano de 1974, quando o Ilê saiu pela primeira vez nas ruas, o bloco foi responsável pela revolução do Carnaval baiano. A partir desse movimento, a musicalidade da festa ganhou novos ritmos oriundos da tradição africana. Hoje, o Ilê Aiyê é patrimônio da cultura baiana, um marco no processo de reafricanização do Carnaval da Bahia. A batida do Ilê resgatou o elo que une a Bahia à África e despertou a Salvador Negra. A sede fica na Senzala do Barro Preto, no Curuzu (Liberdade).
Site Lista Negra
O site Lista Negra foi idealizado e criado pela jornalista Midiã Noelle Santana, em 2016. A página tem como objetivo divulgar o trabalho de pessoas criativas e empreendedoras da Bahia, em especial de Salvador, cidade com 3 milhões de habitantes, sendo 80% afrodescendente. No intuito de contirbuir na visibilidade dess@s pequen@s empresári@s, que o LN surge para contar histórias de vida e exemplos inspiradores.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.